Abuso-5 coisas que descobri que impedem a sua abundância


Neste artigo vou revelar cinco aspetos que descobri, que talvez nunca tenha reconhecido como abuso, e que podem estar a limitar a sua vida.

A energia do abuso é furtiva e está interligada com obstáculos que afetam a saúde, a vida social, os relacionamentos e as questões financeiras das mais diversas formas.

Fique comigo neste artigo, pois estou prestes a revelar algo que pode surpreender. Pode ser um ponto de viragem na sua vida.

Também vai descobrir formas de se libertar da energia de abuso das suas células e energia integral para que a energia de abundância e toda a sua vida flua na realização pessoal, felicidade e bem estar.

O que é o abuso?

É uma energia que tem origem em comportamentos que afetam negativamente a qualidade de vida dos seres humanos, dos animais e até do planeta.

De acordo com o dicionário Priberam, o abuso é identificado como o uso indevido de algo ou alguém. Envolve imprudência, falta de controlo e inclui a prática de actividades sexuais sem o consentimento da outra parte.

Implica abuso de poder, abuso de autoridade. É uma tentativa de manipulação ou controlo por parte de outra pessoa ou até de si próprio.

Qualquer ato que infrinja o livre arbítrio de outro ser humano ou animal é considerado abuso. O dicionário Michaelis também o define como uma ação de uso excessivo, injusto e inapropriado de algo ou alguém.

É o uso indevido de palavras, emoções e acções. Todas estas acções resultam de crenças limitadoras que te impedem de ter mais dinheiro e melhor saúde. Falarei mais sobre isso mais tarde.

Não respeitar a Lei do Livre Arbítrio, o amor incondicional e o amor-próprio é uma energia abusiva.

Fique comigo até ao final deste artigo para ganhar mais conhecimento e poder.

1 – Abuso financeiro

Posde parecer estranho mas a realidade é que falta de dinheiro é um auto-abuso. É uma forma de controlo inconsciente que bloqueia o fluxo de energia do dinheiro.

Muitas das energias libertadas através das técnicas energéticas transformadoras que  libertam dos bloqueios financeiros são sentimentos de culpa, frustração, raiva, medo, entre outros, em relação ao dinheiro.

Cada vez que diz que não tem dinheiro ou que não é suficientemente capaz, não és suficiente, ou faz qualquer outro julgamento carrega energia de abuso.

Está a transmitir essa informação ao Universo, que entende que não aceita dinheiro quando, na verdade, ele está disponível para ti.

Só precisa de estar em sintonia e aberto para receber todo o bem que há para si.

Para isso é fundamental estar em coerência entre a sua mente e o seu coração.

Qualquer sentimento ilusório de incapacidade em relação à energia do dinheiro, a si próprio e à vida é auto-abuso. Porque o que é verdadeiro é a natural capacidade de criação de abundância.

Estar em sintonia com o dinheiro, a saúde e a criação de vida.

Uma forma de controlo é ficar sem dinheiro ou reduzir o seu fluxo. Isto paralisa a sua vida.

São ações inconscientes. Ninguém tem culpa.

Repetir acções abusivas contra si próprio, de forma inconsciente, que outros já cometeram no passado. Sem se aperceber.

Isto acontece porque os nossos neurónios espelho copiam comportamentos de outros, especialmente dos pais, desde a infância.

Assim, você pode ter 50 anos e continuar a agir em relação a si próprio como fizeram consigo quando era criança, sem se aperceber.

A falta de dinheiro impede-lhe de avançar naquilo que deseja ter ou alcançar para criar abundância e uma vida melhor.

Criar dívidas é também um comportamento financeiramente auto-abusivo. Vem de programas mentais limitantes que afectam a forma como a mente lida com o dinheiro.

Assim como depender financeiramente de outras pessoas. Niguèm tem culpa. A boa notícia é que  tudo isso pode ser mudado.

Fique comigo que eu vou ajudar-lhe a ter mais clareza.

A programação mental limitante de palavras abusivas ouvidas desde a infância leva a acreditar que é inferior ao que realmente é em relação à criação de dinheiro ou qualquer outro tópico que o afete na vida..

E agora vamos passar para a segunda revelação.

2 – Abuso emocional

Esta é uma das formas mais comuns. É o sistema emocional que controla e cria tudo na vida juntamente com o sistema de crenças aliado ao pensamento.

As situações de agressão emocional são vividas desde a infância.

A falta de respeito por si próprio, de amor e de compreensão era evidente no seu comportamento.

Embora acreditassem que estes problemas pertenciam ao passado, uma análise mais atenta da sua vida revelava casos recorrentes de abuso.

Estes padrões provinham de causas profundamente enraizadas e perpetuavam um ciclo de dor e controlo sob várias formas.

Uma manifestação comum era a queixa e a vitimização constantes, que serviam como meio de manipulação emocional e de exercício de poder sobre os outros.

Este abuso emocional leva muitas vezes a vítima a sentir-se inferior e impede-a de perceber o seu verdadeiro valor.

Por vezes essa energia também pode ter sido criada por acreditou que precisava disso para se defender.

Além disso, os indivíduos podem praticar o auto-abuso como forma de controlar as suas finanças, motivados por um medo inconsciente de sofrer, perder ou de serem julgados.

Estes são alguns exemplos. Irei partilhar uma revelação especial sobre este assunto mais adiante.

É como se acreditassem que não são capazes de assumir o controlo e canalizar a sua energia para algo que possa ser benéfico, criando mais oportunidades na vida.

A violência psicológica é um componente do abuso emocional e muitas vezes leva à depressão e a várias doenças físicas.

Sentimento de impotência, dependência financeira ou emocional de outra pessoa.

As dificuldades financeiras surgem quando a energia e as crenças de uma pessoa sobre si mesma não estão alinhadas com o fluxo de dinheiro.

abuso

3 – Comportamento abusivo no domínio sexual.

Ocorre dentro e fora do casamento.

Pratica actos sexuais sem o consentimento de uma das partes envolvidas.

Algumas das consequências são: viver em constante stress e insegurança em relação ao sexo oposto, e ter dificuldades em envolver-se em futuros relacionamentos românticos.

Estes abusos manifestam-se de várias formas, tais como bloqueios financeiros e profissionais, bem como doenças físicas e psicológicas.

Um facto sobre o passado.

Como a mente não reconhece o que é futuro, presente ou passado, o indivíduo abusado esconde o incidente como um mecanismo de defesa e continua a viver uma vida aparentemente normal.

Há momentos em que os gatilhos emocionais são activados, como forma de defesa, na crença de que ainda precisam de se proteger de um passado que já não existe.

As memórias, que residem nas células, carregam a energia de abuso que pode perdurar por anos. Você luta, faz terapias, seminários, cursos, mas tem dificuldade em mudar padrões mentais e em alcançar os seus objetivos.

Mais adiante revelo mais sobre este aspeto.

4 – Abuso físico.

Magoar alguém intencionalmente, o que pode causar ferimentos visíveis ou invisíveis e dor emocional.
É também uma forma de abuso de poder, quer ocorra entre estranhos, familiares, cônjuges ou pais e filhos.

Para muitas pessoas, a violência emocional pode ser mais dolorosa do que a violência física.

Ambos os tipos de abuso deixam marcas energéticas diferentes de pessoa para pessoa, dependendo da sua reação emocional e ligação interna à situação vivida.

Bullying

O bullying é uma forma de comportamento agressivo para com os outros, com a intenção de exercer controlo e diminuir a outra pessoa.

O cyberbullying, ou bullying visual, também pode envolver o uso indevido de perfis ou conteúdos para intimidar ou prejudicar a imagem social de alguém.

Inclui a utilização de adjectivos e palavras inapropriadas para menosprezar alguém.

É muito comum nas escolas, onde tanto alunos como professores são prejudicados.

Já me deparei com casos de alunos ou professores que nem sequer podiam ir à escola e tinham de reviver o trauma e o bullying todos os dias.

No entanto, mesmo quando isolados, continuam a viver o trauma que está profundamente enraizado no seu subconsciente, que permanece em alerta máximo.

As suas vidas são afectadas por um constante sentimento de insegurança, baixa autoestima e amor-próprio.

Também já me deparei com casos em que os familiares são os agressores.

As pessoas que sofrem de bullying podem até sofrer abusos da própria família, sendo acusadas de serem “culpadas” por terem passado por esses abusos. A pessoa culpa-se e castiga-se inconscientemente.

Os maus tratos contribuem significativamente para o insucesso escolar e profissional. A falta de apoio e de afeto, o sentimento de solidão e a incompreensão podem levar a vários desvios de comportamento e até ao suicídio.

É fundamental libertar-se da energia do abuso para ser verdadeiramente livre.

Você tem mais poder do que pensa

E perceber que se foi atacado(a) de alguma forma significa que você tem muito mais poder do que se pensa.

Os indivíduos com grandes capacidades de criação de vida e com um objetivo superior experimentam frequentemente várias formas de agressão.

A mente continua a reviver o abuso, tanto consciente como inconscientemente, tornando a pessoa maltratada refém dessa energia.

No entanto, é possível libertar-se através de técnicas energéticas poderosas, amorosas e suaves que irão restaurar o seu poder e o seu amor-próprio. Reconecta-se à sua verdadeira Luz interior.

No caminho para a clareza e libertação, fala-se muito de liberdade e poder interior porque é uma realidade que pode alcançar. No entanto, com tantas camadas densas que carregam na vida, a verdade é que a maioria das pessoas ainda não experimentou a verdadeira liberdade e força interior.

Que bom será viver no momento presente, livre do passado e de energia de abusos que carrega. Embora a mente racional possa tentar esconder isso, a verdade é que a energia do abuso continua a residir dentro da maioria das pessoas.

Algo aconteceu e a dor foi avassaladora. O medo de voltar a sentir essa dor impede a libertação, que na verdade pode ser mais suave e fácil do que pensas.

E se  permitisse libertar-se e abraçar o seu próprio poder, entrando no reino da criação da vida que desejas?

Porque a realidade é que, se foi abusado de alguma forma, isso significa que tem muito mais poder do que imagina.

Há uma crença limitadora que te mantém preso ao abuso.

Uma crença que impede a sua libertação fácil é a ideia de que precisas da dor para aprender alguma coisa, ou para evitar que seja descuidado e repita a mesma experiência.

E assim, a sua mente continua a reviver o trauma, incapaz de distinguir entre o que é real agora e o que não é. Continua a carregar o peso, negando o que é real.

Continua a carregar o peso, negando-o na esperança de que, de alguma forma, isso  leve à libertação.
Sem saber, age de forma defensiva, acreditando que está constantemente em perigo.

Mas esse perigo já não é real.

O que acontece quando se liberta?

Na realidade, ao libertar-se dessa energia, afasta-se da vibração pesada do abuso e do abusador e você fica alinhado(a) com energias mais elevadas de amor e poder.

Atrai novas oportunidades na vida, novos relacionamentos, mais abundância saúde e bem estar. .

Vive.
Liberte o seu coração.

O seu coração tem estado preso no medo.
E o medo atrai tudo o que não quer.

Os programas mentais limitadores, decorrentes da situação de abuso, causam falta de saúde e de dinheiro, como já foi referido.

Age inconscientemente, pensando que fizeste algo de errado que levou a essa situação. A culpa não é sua.

A descoberta que faz a diferença e permite a sua libertação.

Quantos abusos sofremos ao longo da vida?
Quantas marcas visíveis adoecem o seu corpo?

Quantas dores podem deixar de ser sentidas por se permitir fazer algo diferente e libertar-se?

Sofre o impacto dessa energia abusiva na memória celular.
E chega o momento em que não aguenta mais.

Então a doença manifesta-se e o corpo fala, pedindo ajuda.
E a conta bancária também.

A dor fala mais alto e pede a sua libertação para salvar a sua vida.
Este sinal da vida chama por si, que só você pode ouvir e dar passos para a sua libertação.

Manter a energia do abuso fingindo que ele já não existe é outra forma de falta de amor-próprio. Outra forma de abuso de si próprio.

E se pudesse parar e ouvir-se a si próprio e abraçar os recursos que libertam desta condição?

Da energia pesada do abuso.

Tudo é energia. Não importa o nome que lhe dê.

Quer seja o nome de uma doença ou de um problema financeiro. Tudo é energia.

Uma frequência poderosa, mas suave e amorosa, pode transmutar a energia do abuso, levando à libertação e a uma vida de alta energia e amor incondicional.

Alegria e paz interior. Mais auto-confiança, amor-próprio e prosperidade.

Gostou deste artigo?

Comente abaixo as formas de abuso que identificou e que afectam a sua vida.

Compartilhe para trazer luz para outras pessoas também. Ativando a sua libertação e expandindo a sua abundância.

Obrigado por estar aqui e volte sempre que quiser.

Abraço de Luz.


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

2 Comentários

  1. Natália Rocha diz:

    Bom dia meu amor, saudades, adorei o conteúdo. beijinhos grandes